Carregando Conteúdo
x
WhatsApp (55) 3199941 4532
Brasil Itália

Dicas e Ideias

7.0 - EMOÇÕES EM GOTAS - ESTÔMAGO E PREOCUPAÇÃO

Acidez-e1422544167239(1).jpg

 

O estômago, pela visão da Medicina Tradicional Chinesa, é particularmente importante porque tem a função primária de preparar os alimentos ingeridos para serem refinados pelo baço, em seguida classificados e separados pelo intestino delgado. Como isto acontece? O estômago funciona como um caldeirão que irá decompor o alimento ingerido. É dentro desse caldeirão que acontece a quebra dos alimentos e inicia-se o processo de separação da parte pura e impura. Começa uma batalha para extrair a essência do alimento, o melhor dele, para a formação do sangue (xue) e da energia (qi). O sangue (xue) é formado pelo ar respirado e pelos alimentos ingeridos.

 

O processo de formação do sangue e da energia pelos alimentos acontece da seguinte forma: o estômago envia a parte pura do alimento (essência) para o baço, que fará a transformação e transporte desta parte pura para a formação do sangue e da energia. A parte impura, que a princípio não será aproveitada para a formação do sangue, será enviada ao intestino delgado para um novo processamento. O resto, o que sobrou no intestino delgado sem ser aproveitado, passará por uma nova seleção e repete-se o processo de separação e a parte impura será enviada ao intestino grosso. A energia (qi) retirada dos alimentos ajudará a repor o que se gasta com as atividades diárias.

 

O estômago de uma pessoa adulta pode digerir aproximadamente 3 quilos de alimentos sólidos e líquidos diariamente. Após a digestão, começa o seu trabalho junto com o baço para distribuir os nutrientes em todo o nosso corpo, principalmente nos músculos e membros superiores (braços) e inferiores (pernas). Então, se o estômago e baço estiverem fracos, poderá acontecer uma sensação de cansaço e peso nas pernas, padrão muito comum nos quadros de anemia, palavra que do grego significa sem sangue.

 

O que adoece o estômago com mais freqüência é a alimentação feita fora dos horários e também o hábito de ingerir alimentos sem cozimento, frios e gelados, que irão sobrecarregar o estômago ao fazer a quebra destes. O estômago humano tem a temperatura média de 36 graus, e se o alimento chegar até ele frio ou cru, será necessário que ele aqueça ainda mais para começar o processo da digestão, provocando um consumo maior de energia. Quando é ingerido alimentos e bebidas geladas esfria-se a energia yang do elemento Terra (estômago e baço-pâncreas), que por sua vez vai roubar a energia do seu antecessor que é o elemento Fogo, causando um desequilíbrio interno. Este aumento do consumo de energia enfraquecerá o estômago, e terá como conseqüência a digestão lenta e o empanzinamento.

 

Mas outras desarmonias também podem acometer o estômago, como: azia, gastrite, refluxo, vômitos, distensão abdominal, regurgitamento, compulsão por alimentos doces, arrotos e úlceras. Muitas gastrites e úlceras são diagnosticadas como de origem nervosa, porque são causadas por situações diretamente ligadas ao emocional. Pessoas muito ansiosas e preocupadas normalmente têm problemas de estômago.

 

A preocupação é a emoção que governa o estômago, ou seja, quem está sempre preocupado tem muita chance de ter um ruim funcionamento desta víscera. Mas o que é preocupação? É ocupar-se antecipadamente com situações que talvez nunca possam acontecer. A preocupação é uma característica daquelas pessoas que estão sempre pensando no que pode acontecer no tempo seguinte. Há na preocupação uma coisa meio mágica, como se o simples fato de ficar preocupado pudesse afastar um mal previsto. A pessoa muito preocupada tem a fantasia que pode ter o controle da sua vida. Tudo deverá acontecer como ela organizou mentalmente, e como a vida não é em linha reta, quando algo sai do seu controle, causará um grande mal-estar e frustração, e isso pode provocar muitas desarmonias ao estômago.

 

De tanto se ocupar com os problemas reais e imaginários, e na maioria das vezes, apenas imaginários, a pessoa preocupada fica só pensando e realizando muito pouco. Sim, as pessoas muito preocupadas realizam muito pouco! Toda a sua energia fica concentrada em pensamentos, paralisando o seu movimento interno e externo. E o organismo logo dará a sua resposta, apresentando uma sensação de vazio no estômago. O resultado será um forte desejo por doces, já que este é o sabor que governa o estômago. Quando a angústia e a preocupação começam a dominar os pensamentos, o organismo vai responder pedindo para ser preenchido por alimentos. Isto explica a compulsão por comida, provocada pela ansiedade e preocupação. Muitas pessoas buscam na comida uma forma de suprir o vazio que elas sentem na alma.

 

 A Medicina Tradicional Chinesa trata as desarmonias do estômago com acupuntura e fitoterapia. O objetivo inicial será acalmar e esfriar o calor que agride o estômago. Ao longo do tratamento além de tratar os sintomas, é preciso eliminar as causas da desarmonia. A fitoterapia, na forma de chá ou de fitoterápicos é sempre uma grande aliada. Plantas como a guaçatonga, espinheira-santa, zedoária, hortelã, alecrim-do-campo, fáfia e melissa são bem indicadas.

 

Preste atenção ao seu estômago, pois ele é o centro da sua nutrição, e é nele que acontece a digestão dos alimentos e também das ideias. Sentir, pensar e digerir está intimamente ligado ao estômago, pois aquilo que não é engolido voltará em forma de regurgitamento ou vômito dos alimentos ou das emoções!

 

Texto: Beatriz  Melo

Escrito para a Revista Espanhola SERENDIPITY IN THE WAY, em janeiro de 2013.

 

Beatriz-A_-Oliveira-Melo(4).jpeg   

Beatriz Melo                                                                    

- Acupunturista e estudiosa das plantas medicinais

- Elaborou o material didático - EMOÇÕES EM GOTAS

- Ministrante do curso  - EMOÇÕES EM GOTAS - uso das plantas na saúde emocional