Carregando Conteúdo
x
WhatsApp (55) 3199941 4532
Brasil & Itália

Dicas e Ideias

3.0 -TIPOS DE GOSTAR

 

amor-vs-odio.jpg

 

AMOR POSITIVO

 

Esse tipo de gostar acontece quando predomina uma afinidade e uma aceitação de ambas as partes.

       

Afinidade, pelo dicionário significa: parentesco entre um cônjuge e os parentes do outro; conformidade; relação.

Para a Química significa:  tendência dos corpos para se unirem.

         

Brincando com esta palavra, afinidade é:

  • estou a fim de aceitar você naquilo que é diferente de mim, a despeito de não concordarmos em muitas coisas.
  • eu me relaciono positivamente com nossas diferenças. Posso até criticar o que você faz, mas não você!

 

No amor positivo, a vida a dois flui, alterna, fica bom, fica ruim, fica fácil, fica difícil.

Acontece um aprendizado – renovação, desdobramento, ir além...

 

AMOR NEGATIVO

 

 "Narciso acha feio aquilo que não é espelho." Caetano Veloso

 

Gosto negativamente da pessoa, porque todo o tempo estou combatendo porque ela não é igual a mim.

Não é o meu espelho ideal.

 

 

ÓDIO

 

"Como disse um jagunço do Guimarães Rosa, quem odeia o outro,

leva o outro para a cama.

Diferente do fogo da vela, o fogo do ódio é como um vulcão.

Não se apaga nunca. Por fora pode parecer adormecido.

No fundo, as chamas crepitam. A diferença entre os dois?

O amor, por causa da liberdade, abre a mão e deixa o outro ir.

No amor existe a permanente possibilidade de separação.

Mas o ódio segura. Não tenha dúvidas.

Os casamentos mais sólidos são baseados no ódio...

Rubem Alves  

 

É também amor no negativo, mas com conteúdo destrutivo.

Odiar é estar vinculado no negativo, na disputa, no combate, na vaidade e orgulho. Se um morrer, o outro morre em seguida.

 

 

APEGO

 

Apego não é gostar, não é sentimento.

É pensamento de posse.

No apego eu agarro, eu grudo, eu coisifico o outro, eu controlo, eu comando.

Tem o medo da perda. 

No apego a pessoa não confia em nada e em ninguém. Não deixa fluir.  

O apego constrói estórias, ao invés de construir relações.

A relação acaba, mas a estória fica.

A pessoa quer que o outro responda pela estória vivida ou muitas das vezes somente imaginada.

 

 

 

Por: Jaqueline Cássia de Oliveira 

Fonte - Material didático CASAIS & FAMÍLIAS

 

2---Material-Didatico---CASAIS--FAMILIAS

 

Leia também no Dicas & Ideias: TIPOS DE RELACIONAMENTOS

Para ler, clique no link abaixo:

http://www.interacaosistemica.com.br/dicas-e-ideias/119/tipos-de-relacionamentos