Carregando Conteúdo
x

Detalhes do evento: A PÁTRIA & A MÁTRIA - Grupo de Psicogenealogia Sistêmica Aplicada na Itália (Turim)

"QUAL O MEU LUGAR NO MAPA?" - OPORTUNIDADE PARA OS BRASILEIROS QUE VIVEM NA EUROPA E DESEJAM ‘INTEGRAR’ O SEU DESTINO À SUA DESTINAÇÃO.

A-PaTRIA-e-A-MaTRIA---Grupo-de-20191213103201.jpg
Data do evento: *** 11 e 12 de janeiro de 2020 *** TURIM, ITÁLIA

A PÁTRIA E A MÁTRIA

 

O DESTINO E A DESTINAÇÃO

 

 

                           

 

 

VAGAS    ESGOTADAS!

 

EM   JULHO   DE   2020   TEREMOS   UMA   2a.   EDIÇÃO   DESTE   CURSO   EM    PINEROLO/TURIM,   ITÁLIA.

 

INTERESSADOS     ENTREM      EM     CONTATO     PELO     WHATSAPP      55  31  99941 4532 

 

 

A etimologia da palavra pátria nos leva até a palavra pater, "pai", a mesma que está por trás de padre, 
paternalismo, patriarca, patriarcalismo, patrício e compatriota.
 
Pátria é sinônimo de terra natal, país em que se nasce e ao qual se pertence como cidadão.
 
A palavra mátria significa lugar físico e metafórico de acolhimento, de adoção, para além do pertencimento
nacional, étnico, religioso, social, de gênero, etc. 
 
A palavra pátria está para "destino" assim como a palavra mátria está para "destinação".
 
Os antigos gregos acreditavam que as 'três irmãs fiandeiras' decidiam o destino de uma pessoa,
ao longo do fio da vida, do amor e do poder.
 
Uma delas controlava o comprimento do fio, a outra o tecia e a terceira o cortava quando chegava ao fim.
Tudo previamente determinado.
 
Trata-se de uma metáfora da presença de uma força ou poder fora do nosso controle.
 
Destino é, portanto, algo que está além das possibilidades de cada um de nós.
 
Nascer em um 'determinado' país por exemplo é um 'destino'.
 
Mas 'destino' não é o mesmo que 'destinação', embora a origem de ambas as palavras esteja no verbo 'determinar'.
 
Destino, como algo determinado, destinação, como algo a ser determinado.
 
A segunda implica que temos alguma ingerência sobre o que nos acontece.
 
Mas, para isso, precisamos estar atentos ao destino e ao novo chamado.
 
Ir viver em um outro país, por escolha, é destinação.
 
Destinação não é algo que nos seja imposto, mas algo buscado. 
 
A questão é quando não 'temos consciência' a respeito de nosso destino, consequentemente não teremos de nossa destinação. 
 
O destino, como força determinante, e não integrada à consciência,  não faz caso de nossa vontade ou escolha:
 
ele toma a rédea de nossas vidas à força, sem esperar o nosso consentimento. 
 
Assim, muitas vezes, o que supomos ter sido uma destinação 'escolhida' no plano consciênte, por exemplo,
 
ir viver em outro país, poderá ser mero determinismo mítico inconsciente!
 
 

PROPOSTA  DESTE TRABALHO

 

Através dos recursos terapêuticos da Psicogenealogia Sistêmica Aplicada,  o participante poderá  ampliar a consciência acerca do seu destino individual, pelo o qual está preso numa rede inabarcável de histórias e trajetórias familiares e grupais, que pode tê-lo "empurrado" para uma direção, que não é 'ainda' uma escolha de destinação, mas apenas o 'velho e forte' destino se impondo como um determinismo mítico. 

 

Este trabalho propõe então, ampliar as possibilidades de  integração das forças do  destino (tradição) com a escolha da destinação (evolução).

 

 

PÚBLICO

 

Trabalho terapêutico interessante para brasileiros que vivem na comunidade européia e que desejam integrar seu destino e destinação; sua origem e o vind'ouro; o passado e o presente.

 

 

CONTEÚDOS A SEREM APLICADOS E VIVENCIADOS 
 
 

1) PORTAL GENEALÓGICO 

 

Trabalho transgeracional, onde a ministrante do processo,  usará de vários instrumentos, mas principalmente o genossociograma, criando a possibilidade para que o "radio frequência" da pessoa que se submete a esse trabalho seja ligado, abrindo um portal genealógico. 

 
 
Ao "contemplar" a árvore genealógica, abrirá um portal, que transportará essa pessoa para uma dimensão
 
transgeracional!
 
 
Naquele momento, a pessoa poderá perceber que passado, presente e futuro é um tempo só!
 
 

Quando pensamos em destino e  antepassados, devemos pensar em termos arquetípicos.

 

Ou seja, em imagens instintivas que são produzidas ou materializadas no tempo presente.

 

Mesmo que a pessoa não tenha nenhum conhecimento consciente sobre sua história familiar ou os fatos vividos por seus antepassados, a trajetoria e destino familiar, o seu inconsciente sabe!

 

Nalgum momento dentro deste trabalho transgeracional, essa memória familiar se apresentará através do simbólico,  de imagens, de associações de ideias, sonhos, atos falhos, um movimento no campo sistêmico da constelação familiar, da emoção, etc.

 

 

2) PSICOGENEALOGIA SISTÊMICA APLICADA - vivências e práticas 

 

 

 

 

3) O PROCESSO DE AUTO-REALIZAÇÃO E LIBERDADE DA CONSCIÊNCIA   

 

     Temas que serão acionados pelo trabalho psicogenealógico sistêmico:

 

        - O mapa do Brasil. 

        - O mapa do país de origem das famílias

        - O mapa do país (ou cidade, estado) do cônjuge e/ou dos filhos

        - O mapa do país em se que vive no tempo atual 

 

 

PROGRAMAÇÃO

 

 

LOCAL 

 

Pinerolo/ Turim  - Italia 

 

 

VALORES E FORMAS DE PAGAMENTOS:

 

EUROS

 

 

REAIS

 

 

 

 

1021px-WhatsApp_svg(1).png

 

 

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

 

 

 

SOBRE A PSICOGENEALOGIA SISTÊMICA APLICADA

 

É uma "prática" em terapia transgeracional,  organizada pela psicoterapeuta sistêmica Jaqueline Cássia de Oliveira,  ao longo de muitos anos de estudos e aplicações clínicas, sob o olhar das seguintes abordagens:

 

Mais informações sobre a ministrante do evento na Itália, clique no link ou na imagem abaixo!

http://www.interacaosistemica.com.br/terapeuta/jaqueline-cassia-de-oliveira-psicoterapeuta-e-psicogenealogista/3

 

WhatsApp%20Image%202018-05-25%20at%2021_

 

 

 

    Ficou  interessado  por   este   trabalho?    

      Envie   sua   mensagem   pelo   WhatsApp   (55) 31 99941 4532       

 

 

       

   

 

Voltar para eventos